31 de Outubro – Doces ou… Travessuras!

charge_Dia_do_ Saci-Fabiano_dos_SantosOlá pessoal! Hoje é 31 de outubro dia do menino que adora assustar os animais, prendê-los, criar situações embaraçosas para as pessoas, esconder objetos, derrubar e quebrar as coisas, entre outras danações. Lembro até hoje do Sítio do pica pau amarelo, das lendas e histórias que ouvia na escola ou do meu pai e sinto muitas saudades dessa época, enfim o moleque travesso fez parte da minha infância.

Como perceberam neste post resolvi contar um pouco mais sobre o dia do saci ao invés do halloween. Não tenho nada contra a comemoração americana, porém nunca fez parte do meu cotidiano infelizmente (exceto pelos filmes) já o travesso mexe com minha memória da tenra idade, por isso preferi falar um pouquinho dele hoje. Segue abaixo relatos que comprovam sua existência e  algumas informações sobre o mesmo, afinal é sempre bom estar preparado para tudo não é mesmo?

As principais características

Apesar das inúmeras definições dessa famosa entidade folclórica algumas características são mais presentes e recorrentes nas descrições do Saci. Sabe-se que em geral:

  • é um ser que vive nas matas;
  • é extremamente misterioso;
  • é negro, pequeno e possui apenas uma perna;
  • usa um capuz vermelho e um cachimbo;
  • não possui pêlos no corpo;
  • não possui órgãos para urinar ou defecar;
  • só tem três dedos em cada mão;
  • possui as mãos perfuradas;
  • adora assoviar e ficar invisível;
  • vive com os joelhos machucados, resultado das travessuras;
  • tem o domínio dos insetos que atormentam o homem: mosquitos, pernilongos, pulgas, etc.;
  • fuma em um pito e solta fumaça pelos olhos;
  • adora fazer travessuras;
  • pode, em momentos de bom humor ajudar a encontrar coisas perdidas;
  • gira em torno de si feito um pião e provoca redemoinhos;
  • pode ser malvado e perigoso;
  • adora encantar as criancinhas faze-las perder-se na mata;

45c53796d67974fd4c211b9d73fd8e0d

Como escapar do Saci?

Algumas pessoas afirmam que o único meio de driblar o negrinho é espalhando cordas ou barbantes amarrados pelo caminho. Assim ele se ocuparia em desatar os nós, dando tempo da pessoa fugir de sua perseguição. O Saci também tem medo de córregos e riachos, por isso, atravessar um pode ser uma alternativa, pois o Saci não consegue fazer a travessia.

Mas o único meio de controlar um Saci, segundo o mito, é tirando-lhe o gorro e prendendo-o em uma garrafa. Para isso é necessário jogar uma peneira ou um rosário bento em um redemoinho. Só dessa forma se pega um Saci. Uma vez preso e sem o gorro que lhe dá poderes ele fará tudo que for mandado.

A metamorfose do Saci

Quando surgiu, o saci foi representado por um curumim endiabrado, de uma perna só e de rabo. Suas traquinagens tinham como objetivo atrapalhar a entrada dos intrusos na mata, ou seja, no território indígena. Era provavelmente uma forma encontrada pelos nativos de resguardar seu território da invasão dos indesejados homens brancos.

A figura original do Saci – garoto índio – sofreu alterações por ocasião da inserção, na cultura brasileira, de elementos africanos e europeus, trazidos para cá pelos negros escravos importados da África e pelos colonizadores.

Ao chegarem a terras brasileiras trazendo seus próprios mitos e difundindo-os entre os que aqui habitavam, africanos e europeus provocaram uma mescla de características das três culturas, assim, a lenda do saci ganhou elementos novos.

O Saci se transformou em um garoto negro de características físicas africanas. Alguns acreditam que a ausência da perna se deveu a uma perda sofrida em uma disputa de capoeira, luta praticada pelos negros africanos. Também ganhou um cachimbo, típico dos costumes africanos. Da cultura européia ganhou um elegante barrete vermelho que reza a lenda, é a fonte de seus poderes mágicos.

Fontes: http://www.infoescola.com

Segue abaixo relatos sobre o saci (devo confessar que achei o primeiro bem sinistro):

Saci… (Guilherme)

tumblr_mt4cq8FtTx1rkuiqvo1_500

Josué nunca achou muita graça no halloween. Uma festa americana, com tradições que ele desconhecia e que não tinha o menor sentido, já que no calor do Brasil sair vestido de preto e pedir doces pelas casas era ridículo. Se ninguém abriria a porta para um jovem vestido de caveira, imagine conseguir bater em portas de apartamentos?

Era meia noite. Dia 31 de outubro, Josué estava em casa assistindo filmes de terror para entrar no seu clima pessoal de halloween. As 00:06 um vulto passa pela porta da sala. Acreditando ser apenas imaginação, Josué continua a assistir seu filme.

Dez minutos depois, um cheiro de fumo toma conta da sua sala. Estaria vindo da janela? Afinal, morando no décimo quinto andar, o cheiro pode vir da sacada de alguém. Josué coloca a cabeça para fora da janela. Só encontra silêncio e cheiro de dama da noite.

Ao voltar para o sofá, ele toma um susto. Uma figura toda peluda, com o couro cabeludo raspado, brilhando sangue estava sentada em seu lugar. Ela tinha olhos avermelhados, fumava um cachimbo e não tinha a perna direita.

– Calma, meu filho – Diz a criatura.

– Quem é você?

– Você não deve saber meu nome, mas deve me conhecer por Saci.

– Ha ha ha! Que bobagem! Saci não existe, muito menos isso que estou vendo. Devo estar sonhando.

– Será? Perguntou a criatura.

Rapidamente, o ser peludo pulou do sofá e saiu em direção a cozinha. Pegou o pequeno cachorro poodle da família e arrancou sua cabeça com a boca. Com o corpo do cachorro ensangüentados nas mãos, o Saci escreveu na parede: A lenda do Saci ainda vive!

O rapaz entra em desespero e com muita raiva, avança na criatura. Achando ser algum maníaco ou psicopata, ele dá uma chave de braços no pescoço do ser. Dá para ouvir os ossos do Saci se partindo, enquanto seu corpo amolece.

Ainda perturbado com a cena, Josué tenta procurar ajuda. Ele corre pela casa, mas está sozinho. O telefone está mudo e seu celular sem sinal. Algo estranho está acontecendo.

Seu braço começa a formigar. Uma ferida produzida por uma mordida da criatura se espalha pelo seu corpo. O rapaz é tomado por muito calor. Em um ato de desespero, ele rasga suas próprias roupas, ficando apenas de bermuda pela casa.

Sua face fica desfigurada. Ele está se transformando no monstro que ele havia acabado de matar. Não queria se tornar essa desgraça e atormentar outras pessoas.

Desesperado, ele tenta se matar. Pega um saco plástico vermelho e coloca em sua cabeça, procurando se asfixiar. A demora em perder o fôlego o leva até o fogão. Josué, ou o que era ele antes, acende o gás para tentar explodir seu corpo.

Ele acende o fogão. Uma labareda acerta seu corpo, agora todo peludo e começa a pegar fogo. Em um ato de desespero final, com o corpo em chamas, Josué tenta pular da janela.

Ao se jogar, ele fica com metade do corpo para fora. Uma das suas pernas fica presa por algo dentro do apartamento. Era o Saci, que ainda vivo o segurava por uma perna.

Com a casa em chamas, o plástico vermelho derretendo em sua cabeça e com o corpo quase carbonizado, Josué ainda escuta as últimas palavras do Saci:

– A lenda do Saci ainda vive!

O Saci tira o cachimbo se sua boca e crava no queixo de Josué. Em seguida começa a roer sua perna direita, que é decepada de seu corpo, liberando o jovem para uma queda de quinze andares.

O corpo de Josué cai já sem vida ao cair no gramado do condomínio, os bombeiros já estavam chegando para apagar o incêndio do apartamento. Lá dentro, encontraram apenas um cachorro carbonizado, mas não decapitado.

Com seu corpo totalmente carbonizado, um cachimbo na boca, um gorro plástico vermelho na cabeça e sem a perna direita, Josué ficou conhecido como o Saci da Mooca. Depois desse halloween, as pessoas do bairro nunca mais ficaram em suas casas na virada do dia 31 de outubro.

Fonte: Relatossobrenaturais: Saci…

Será realidade? O Saci existe? (Enviado por omedcast)

saci_perere

Bom, isso eu garanto, é verdade. Minha tia afirma de pé junto!! 

Meu tio era muito, mas muito mal educado com minha tia. Xingava ela de tudo quanto é nome, mas um dia ele fez uma besteira… veio na cabeça dele a palavra “saci”, aquele diabinho que apronta com todo mundo e que todos pensam que é apenas um conto…

Então meu tio começou a chamar minha tia de “saci” (Meu tio e minha tia são negros), toda hora ele a chamava de saci. Ele dorme na beliche de cima e minha tia dorme numa cama ao lado. Minha tia jura de pé junto que viu… Ela estava dormindo, de repente acordou e ouviu um barulho. Quando ollhou JURA QUE VIU MEU TIO SENDO CARREGADO PELO SACI!!!!!!


Ela deu um grito tão alto que ele sumiu e meu tio caiu no chão. Aí meu tio acordou com a batida no chão (pro meu tio ele caiu da beliche), mas minha tia viu! E ela acha que seria um demônio levando a alma do meu tio!

Bom, isso somente “Deus” nosso pai sabe!

Desde aquele dia meu tio nunca mais a xingou de nada!!!!!

Isso é um aviso para pessoas que adoram xingar outras pessoas de seres inimagináveis…

Fonte: Sobrenatural.Org: Será realidade? O Saci existe?

Pessoal  devo confessar que estou fazendo este post de madrugada, sozinha em casa e consegui ficar com um medinho da entidade. E vocês já ouviram falar sobre ele? O que pensam sobre o moleque ele é apenas travesso ou é malvado? E o que preferem dia do saci ou Halloween? Me contem vou adorar saber.

Para divulgar um pouquinho mais nosso folclore segue abaixo 4 LENDAS BRASILEIRAS E SUAS VERSÕES MACABRAS

Sem título

Anúncios

Sobre Luh Alves

"Luana Alves – 21 anos, mineira, aquariana inconstante e apaixonada pela vida, viciada em livros e louca por séries."
Esse post foi publicado em Novidades, Reflexões e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para 31 de Outubro – Doces ou… Travessuras!

  1. Parabéns pela excelente publicação.

    Curtido por 1 pessoa

  2. vanessa alves disse:

    Ameeeei ❤ Lindo seu Blog ❤
    vanessalvesblog.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário e sera respondido...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s