Arquivo da tag: resenha

Resenha – Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada, Prostituída…

Lançamento: 2 de abril de 1981 Duração: 1h 27m Direção: Uli Edel Gênero: Drama, Biografia Nacionalidade: Alemanha ocidental Classificação: 5/ 5  Na cidade de Berlim, nos anos 70, a adolescente Christiane (Natja Brunckhorst) é uma jovem comum que mora com a mãe … Continuar lendo

Publicado em Cinema, Drama, Filmes, resenhas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 20 Comentários

Resenha: Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida

,Hey! Hoje irei comentar sobre o primeiro livro da trilogia filhos do Éden do autor Eduardo Spohr, só para compreenderem melhor esse trilogia não é continuação do famoso ABDA, logo não é necessário lê-lo para iniciar a trilogia (apesar de … Continuar lendo

Publicado em resenhas | Marcado com , , , , , | 16 Comentários

Dica de leitura: Cem anos de Solidão

Título: Cem anos de Solidão Autor: Gabriel García Márquez Páginas: 394 Editora: Record Assunto: realismo mágico Classificação: 5/5 Em Cem anos de solidão, Gabriel Garcia Márquez narra a incrível e triste história dos Buendía – a estirpe dos solitários para a … Continuar lendo

Publicado em livros, resenhas | Marcado com , , , , | 36 Comentários

Ressurreição – Machado de Assis

Ressurreição é a primeira tentativa de romance de Machado de Assis. Publicado em 1872, na fase final do romantismo brasileiro, a grande novidade do livro não estava em preocupar-se com a análise de temperamentos e caracteres, mas em ser o primeiro, pelo menos, que com este só propósito se escrevia entre nós. Continuar lendo

Publicado em livros, resenhas | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

As vantagens de ser invisível – Stephen Chbosk

Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe – a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir “infinito” ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo. Continuar lendo

Publicado em livros, resenhas | Marcado com , , , | 9 Comentários